O papel do Nutricionista na Merenda Escolar

O papel do Nutricionista na Merenda Escolar

A nutricionista Martha Fonseca Paschoa Amodio foi entrevistada pelo nosso parceiro, o Blog Nutrição para Todos, para explicar sobre o papel do Nutricionista na merenda escolar e também para mostrar que aprender a comer é mais fácil do que se imagina.

Qual o papel de um nutricionista dentro da escola?

O nutricionista deve cuidar da alimentação, nutrição e educação nutricional. Devemos nos preocupar com a qualidade da alimentação servida, sob o ponto de vista nutricional e higiênico-sanitário, além de ter a missão de mudar hábitos alimentares apoiadas em projetos de educação nutricional bem planejados. (vide resolução do Conselho Federal de Nutricionistas www.cfn.org.br/novosite/pdf/res/2005/res380.pdf)

Qual a diferença entre a merenda escolar de uma escolar pública e particular?

A alimentação escolar na rede pública, bem como a oferecida na rede privada têm, ambas, alguns objetivos em comum: suprir parcialmente as necessidades nutricionais dos alunos, melhorar a capacidade no processo ensino-aprendizagem e formar bons hábitos alimentares. A principal diferença está no fato de o programa público ter também como objetivo não só evitar a evasão e a repetência escolar, mas garantir uma refeição com 15% das necessidades nutricionais diárias. Hoje, na rede privada, não há um índice nutricional a ser cumprido, razão pela qual cada instituição tem a liberdade de defini-lo, visto que, diferentemente da realidade de boa parte dos freqüentadores da escola pública, a refeição oferecida ao aluno da escola privada não é a única do dia.

Acima de tudo é muito importante controlar a quantidade de sal, açúcar e gordura nas refeições dos alunos, porque as crianças brasileiras vêm, há muitos anos, modificando o seu padrão alimentar. Só que, infelizmente, o que se observa é um aumento no consumo de alimentos densamente energéticos, como doces, salgadinhos e refrigerantes.

kitComo deve ser feito este trabalho de educação alimentar para pais e mestres?

As pessoas sempre pensam no envolvimento de pais e mestres, porém o sucesso está em investir na educação nutricional de crianças e adolescentes, pois eles levam o conceito para casa e passam a cobrar mudanças no padrão alimentar da família. Fica difícil incluir os pais no planejamento da reeducação alimentar. Atualmente eles não têm tempo nem para acompanhar o desempenho pedagógico dos filhos. Quanto aos mestres, estes devem ser envolvidos já que o projeto depende desse envolvimento para dar certo.

Você foi pioneira no trabalho de inclusão de boxes nos lanches da escolas, como foi isto?

Observando o hábito alimentar das crianças durante os intervalos constatei que criar opções balanceadas, com alimentos que fazem parte do hábito alimentar deles, seria um sucesso. O segredo não está na proibição de alguns alimentos mas sim na variedade, proporcionalidade e moderação.

Você teve outras idéias inovadoras como esta em seus empreendimentos?

Sempre trabalhamos com inovações. Hoje a inovação deve fazer parte do dia a dia dos profissionais. Um bom exemplo é o serviço de almoço que proporcionamos nas escolas atendidas pela Comer e Aprender: o serviço é a la carte, com as porções de acordo com a faixa etária da criança. Trabalhamos com a valorização dos alimentos. O prato é arrumado, harmonioso, com todos os nutrientes que os pequenos e grandes precisam em um momento tão importante que é a refeição principal. O prato é servido pelo cozinheiro (“chef”), totalmente vestido a caráter. Isso tudo é muito importante, pois precisamos valorizar o momento da refeição e torná-lo cada vez mais agradável.

Você se lembra de algum caso curioso sobre educação alimentar de alguma criança?

Com certeza. Temos várias histórias. Vou citar três:

1) Depois de ministrarmos uma aula no maternal sobre a importância do café da manhã uma menina comentou: “é por isso que a minha mãe desmaia, ela vive de alface e água”

2) Depois de ministrarmos aulas sobre a importância de consumir frutas uma crianças na idade escolar comentou: “agora temos uma fruteira em casa”.

3) Em um dos colégios ouvimos o seguinte comentário de uma adolescente diabética: “nossa, agora nessa lanchonete da Comer e Aprender posso comer como qualquer colega da minha idade”.

Martha foi por esta última resposta dada pela criança com diabetes que você nomeou sua empresa de Comer e Aprender?

É isso mesmo!!!

Quais são os lanches preferidos pelas crianças nas escolas?

suco-na-lancheira-75-128-thumb-570As lanchonetes da Comer e Aprender apresentam um cardápio diferenciado. As crianças consomem: sucos naturais, salgados assados (onde controlamos a quantidade de gorduras (total e saturada), sódio e colesterol, salgados integrais, lanches light, frutas, picolés a base de frutas etc.
Porém, na maioria das cantinas que conhecemos existe um excesso de consumo de alimentos densamente energéticos, como doces, salgadinhos e refrigerantes. Muitas cantinas dizem trabalhar apenas com salgados assados, porém não controlam a quantidade de gordura e sal desse salgado. Vemos muitos salgados assados que são mais nocivos que uma coxinha frita.

Qual é o tempo que uma escola demora para ser educada?

Todo trabalho que envolve educação tem resultados a longo prazo, porém com mudanças no cardápio já conseguimos resultados imediatos de melhora de consumo no ambiente escolar. O objetivo do projeto é estimular a autonomia para a escolha correta da alimentação com o uso dos ensinamentos recebidos e dos exemplos vivenciados.

Quais são as vantagens para escola e professores com o trabalho de educação alimentar para os alunos?

Hoje um projeto de reeducação é um diferencial para a escola. A seguir alguns resultados positivos para a escola:

-Redução de custos
- Mão-de-obra especializada e treinada
- Qualidade de produtos e serviços, incluindo adequações culturais
- Segurança alimentar supervisionada por profissionais qualificados
- Contribuição na formação de indivíduos completos e saudáveis
- Alunos preparados adequadamente para o sucesso nas atividades escolares
- Serviço de alimentação como diferencial competitivo
- Acesso privilegiado à tecnologia de ponta em alimentação, sem investimento
- Atendimento personalizado.
- Foco no negócio principal (core business)

O GuiaZn junto com a equipe Nutrição Para Todos agradecem a entrevista desta excelente profissional.

A entrevistada

Apresenta_o1Martha Fonseca Paschoa Amodio – Nutricionista, especialista em nutrição clínica pelo Centro Universitário São Camilo. Desde 1999 atua na área de alimentação e nutrição em escolas particulares, com projetos de alimentação equilibrada e educação nutricional. Hoje desenvolve o papel de diretora técnica da empresa Comer e Aprender

Para conhecer mais o trabalho ilustrado acima acesse www.comereaprender.com.br

Sobre o Autor:

Alexander Marcellus

http://nutricaoparatodos.blogspot.com

Nutricionista especialista de nutrição em saúde e pública, mestrando da USP. Idelizador e criador do Blog Nutrição Para Todos, cujo objetivo é divulgar as informações de alimentações e nutrição de maneira cientifica e didática, nossa missão é democratizar as informações de alimentação e nutrição para promoção de saúde.

« »

4 comentários para:
“O papel do Nutricionista na Merenda Escolar”

  1. Carla Cristina disse...

    Excelente trabalho! A grande maioria dos pais ainda não estão conscientes da importância de uma alimentação saudável nas escolas. Seus filhos levam sucos industrializados, salgadinhos, refrigerantes e milhões de besteiras…. Com isso podemos concluir o o porque do grande número de crianças obesas em nosso país. A consciência tem que iniciar dos pais, mas são projetos como esses que faz a grande diferença!

  2. MONICA disse...

    EU QUERO EXEMPLOSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSS

    DAWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWW .

  3. Alexander Marcellus disse...

    Olá Monica, peço a gentileza de escrever para nutricionista Martha Amodio ( http://www.comereaprender.com.br)

    Cordialmente

    Alexander Marcellus
    http://nutricaoparatodos.blogspot.com

  4. Claudia Medeiros disse...

    Muito bom! estou começando na alimentaçao escolar e este artigo me deu mais um luz….grande trabalho

Deixe o seu recado